Últimas Notícias

30
out

Pró-reitora da UNIFIPA palestra em seminário no RS

            A Profa. Dra. Maria Cláudia Parro, pró-reitora Acadêmica e de Graduação da UNIFIPA, participa, como palestrante, no próximo dia 11 de novembro, do VI Seminário de Saúde do Trabalhador: Intervenções Tecnológicas na Saúde do Trabalhador, que será realizado pela Universidade Federal de Santa Maria/RS. O seminário objetiva propiciar à comunidade acadêmica, aos profissionais da saúde, assim como a todos os interessados pela temática, espaço de reflexão sobre as possibilidades, desafios e perspectivas na Saúde do Trabalhador.             O seminário ainda quer oportunizar discussões aos discentes de graduação, pós-graduação e aos profissionais, principalmente, dos cursos da saúde e áreas afins, acerca da pesquisa em saúde do trabalhador e perspectivas para a saúde e para a enfermagem e construir ambiente de trocas de conhecimentos acerca da Saúde do Trabalhador, do trabalho e da gerência dos serviços de saúde, com vistas a colaborar na construção do conhecimento técnico-científico na área da saúde e enfermagem.             A Profa. Maria Cláudia informa que o seminário é evento regional, realizado anualmente, nas dependências da Universidade Federal de Santa Maria, na cidade de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul, e que estará previsto, no cronograma do evento, espaço para apresentação de trabalhos científicos e fórum de interesse referente ao Grupo de Pesquisa Trabalho, Saúde, Educação e Enfermagem. “Espera-se que os participantes fortaleçam seu papel na produção e integração de conhecimentos sobre a temática ‘saúde do trabalhador, trabalho e gestão em saúde’, atuando como disseminadores do conhecimento na perspectiva de integrar os saberes às suas práticas assistenciais, de ensino e educação vigentes no cotidiano dos serviços de saúde”, ressalta ela.  
29
out

SAEME estende até 2022 a “acreditação’ da Medicina/FAMECA UNIFIPA

              O curso de Medicina da UNIFIPA recebeu correspondência do Coordenador Executivo do Saeme - Sistema de Acreditação de Escolas Médicas, Milton de Arruda Martins, informando que foi definido o período de seis anos como tempo de vigência da ‘acreditação’, o equivalente a um ciclo inteiro de formação na graduação em Medicina.               Diante disso, o coordenador esclareceu que o processo de ‘acreditação’ do curso de Medicina da UNIFIPA teve sua validade estendida até dezembro de 2022. “Essa prorrogação de prazo foi concedida após recebimento do relatório de acompanhamento, que foi considerado aprovado”, ressaltou Milton Martins.               Em 2015, o curso de Medicina da UNIFIPA inscreveu-se voluntariamente nesse processo e em 2016 foi realizada a autoavaliação, a apresentação das evidências e a visita de comissão avaliadora, composta por quatro membros. No final do processo, o SAEME emitiu o parecer “ACREDITADO”, que corresponde a certificado de qualidade, com validade nacional e internacional.  O SAEME              O Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme) foi desenvolvido e implementado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), com apoio de especialistas da área médica, reafirmando os compromissos com o exercício profissional ético e a formação de médicos competentes e adequados às necessidades do país.             Ética, transparência, independência, qualidade e responsabilidade social são os valores que norteiam a iniciativa. Ancorado neste escopo, o Saeme nasceu da demanda de maior participação das escolas médicas, das entidades profissionais e da sociedade no desenvolvimento de uma visão crítica sobre a qualidade da formação médica no Brasil e da necessidade de apresentar à sociedade um processo de acreditação transparente e independente.             O SAEME recebeu, em abril de 2019, reconhecimento internacional da World Federation for Medical Education (WFME) como agência acreditadora dos cursos de Medicina no Brasil durante a World Conference da entidade realizada na cidade de Seul, na Coreia do Sul.              
22
out

I SEMANAGRO da Engenharia Agronômica UNIFIPA termina destacando o potencial da região na produção agrícola do país

O noroeste paulista e municípios da região de Catanduva estão inseridos no bioma Cerrado, onde ocorre a maior parte da produção agrícola brasileira.  De 13 a 15 de outubro aconteceu a primeira edição da Semana Agronômica – SEMANAGRO do curso de Engenharia Agronômica do Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA. De forma online e com o tema "Desafios para a produtividade agrícola no Noroeste Paulista: fertilidade do solo, manejo da cultura da soja e sistemas de irrigação", o objetivo foi abrir debates quanto aos desafios de diversas outras produtividades em região predominantemente movida pela cultura de cana-de-açúcar, questionando os participantes a olharem, também, para culturas produtoras de grãos. A Semana discutiu também os aspectos da fertilidade, pragas, doenças e a tecnologia de sistemas de irrigação de forma sustentável, levando-se em conta as características da região e dos seus municípios, inseridos no bioma Cerrado, que são responsáveis pela maior parte da produção agrícola do país.  Visando a complementação de aprendizagem para os discentes do curso de Engenharia Agronômica, a semana acadêmica também foi aberta aos setores ligados ao agronegócio, com média de 80 participantes nos três dias de evento. "Obtivemos excelente adesão de nossos alunos e, também, de alunos de outras instituições como a ULBRA, com curso de Engenharia Agronômica no Estado de Tocantins, e da UFTM (Iturama/MG)”, apontou Prof. Dr. João Paulo Ferreira, coordenador do curso.  Na abertura  do primeiro dia foram abordados os aspectos da fertilidade do solo e produtividades crescentes com manejos sustentáveis, com foco na produção no bioma de Cerrado, conduzido pelo especialista agrônomo Dr. Flávio Hiroshi Kaneko. No segundo dia, o tema do Dr. Efrain Santana e o engenheiro agrônomo especialista Leandro Manoel, foi os manejos integrados de pragas e doenças da cultura da soja e encerrando o ciclo de palestras, no terceiro dia, o especialista Eliton Mendes explanou sobre os sistemas de irrigação e a importância do manejo adequado da água nas culturas agrícolas, dando ênfase no uso racional do recurso natural.  Os desafios para a formação de profissional qualificado, com visão ampla da agronomia, endossaram as palestras propostas da semana acadêmica. Segundo o Prof. João Paulo, “a interação com pessoas de outras instituições e a realidade da produtividade do Brasil, que tem dimensões continentais, obrigatoriamente faz o aluno ultrapassar fronteiras da nossa região e ser apto à trabalhar em todas as regiões produtoras do país. É assim que projetamos os nossos egressos".  (Fotos Divulgação)
21
out

Comissões Internas de Prevenção de Acidentes da Fundação Padre Albino tomam posse

As CIPAs (Comissões Internas de Prevenção de Acidentes) das unidades de negócio da Fundação Padre Albino - Hospital Padre Albino, Hospital Emílio Carlos, Centro Universitário Padre Albino/UNIFIPA e Coordenadoria realizaram cerimônias de posse para as gestões 2020/2021 nos dias 9 e 20 de outubro.  Os novos integrantes ficarão responsáveis por observar e relatar as condições nos ambientes de trabalho e solicitar medidas para reduzir e eliminar os riscos existentes e/ou neutralizar os mesmos. A CIPA é formada por representantes do empregador e dos empregados, eleitos por votação, e tem a missão de preservar a integridade física e a saúde dos trabalhadores e de todos que interagem com a empresa. 
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ALBINO - UNIFIPA