Últimas Notícias

22
jun

Falece o Prof. Walner Pellizzon

        Faleceu nesta quinta-feira (21), aos 87 anos, o Prof. Walner Pellizzon, cujo corpo está sendo velado no Cemitério Jardim Monsenhor Albino e seu sepultamento será nesta sexta-feira (22), às 14h00, no mesmo local. O Prof. Walner iniciou sua trajetória profissional na Fundação Padre Albino, em 1973, na Escola Superior de Educação Física e Desportos, tendo atuado também nas faculdades de Administração e Medicina. Desenvolveu um trabalho muito importante na área hospitalar, sendo Administrador dos hospitais Padre Albino e Emílio Carlos de 1977 a 1992. Nesse período, Prof. Walner fez inúmeras gestões em benefício dos hospitais, destacando-se os contatos e encaminhamento do processo para a transferência do prédio do Hospital Emílio Carlos para a administração da Fundação Padre Albino.             Na XXIII Semana Monsenhor Albino, em 2014, Walner Pellizzon recebeu o Troféu Monsenhor Albino, que tem o objetivo de homenagear e reconhecer os méritos de pessoas que, de alguma forma, colaboraram e auxiliaram Monsenhor Albino ou que colaborem e/ou trabalhem pela Fundação Padre Albino com o mesmo espírito benemérito e cristão de Monsenhor Albino.             Walner também foi vereador em Catanduva, tendo sido, inclusive, presidente da Câmara Municipal. Funcionário público aposentado trabalhou na administração de oito prefeitos, dentre eles, José Antonio Borelli, João Righini, Pedro Nechar Warley Agudo Romão, José Alfredo, Carlos Eduardo, Félix Sahão e Afonso Macchione Neto. Casado com Nilce Assis, tem três filhos médicos Luís Márcio, casado com Eliane, Ricardo José, casado com Alcimara, e Antonio Cássio casado com Rose, e sete netos.  Foto: Prof. Walner recebe o Troféu Monsenhor Albino das mãos do Dr. Antonio Hercules, em 2014.
22
jun

Fundação promove show com Edson e Hudson pró HCC em agosto

Evento é gratuito para funcionários da entidade; mesas e ingressos estão à venda.              A Fundação Padre Albino realiza dia 03 de agosto próximo, às 23h00, no Clube de Tênis Catanduva, show com a dupla Edson e Hudson em benefício do Hospital de Câncer de Catanduva/HCC.             O evento, que faz parte da programação dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva, é um presente da entidade para seus funcionários, que não pagarão ingresso. Os acompanhantes dos funcionários e o público externo pagam R$ 50,00 pelo ingresso na pista e também haverá mesas para quatro pessoas, com direito a mesa de frios e jantar, bebida à parte e rolha livre. As mesas custam R$ 1.500,00; R$ 1.200,00 e R$ 1.000,00 e podem ser reservadas no Setor de Captação de Recursos da Fundação, fone 3311-3365, onde são vendidos os ingressos, também encontrados na Drogaria Central da Rua Brasil, 1910.             Antes do show, às 21h00, a Fundação Padre Albino vai homenagear 100 funcionários com a “medalha dos 100 anos”. O show tem o apoio de Fernando Pereira Produções, Ondas Verdes, Band FM, Rede Central e Padre Albino Saúde.  A dupla                       Nascidos e criados em família circense, os irmãos Cadorini tiveram grande apoio do pai, o palhaço e acrobata Beijinho, que percebeu o carisma e o talento dos filhos ainda quando crianças. Incentivados pela família, começaram a cantar desde muito novos. Inicialmente, utilizavam os pseudônimos de Pepi e Pupi e apresentavam-se em praças públicas, bares, rodeios, bailes e em circos.             Acostumados desde cedo aos espetáculos e à estrada, logo adquiriram a experiência necessária para mostrar o potencial que tinham para a música. Em 1991, já como Edson & Hudson, passaram pelo show de calouros de Raul Gil, onde tiveram a grande oportunidade de serem vistos e ouvidos pelo grande público. A voz poderosa e afinada de Edson unida aos riffs de rock da guitarra de Hudson (na época nada usuais na música sertaneja) chamou logo a atenção do público e dos formadores de opinião. Essa mistura acabou se tornando o grande diferencial da dupla e marcou um estilo que revolucionou o mercado sertanejo, atraindo e influenciando uma nova geração de seguidores e artistas.             Outro fato importante que ajudou a alavancar ainda mais a popularidade da dupla foi a explosão do mega hit “Azul” nas principais rádios do Brasil. Entre 1995 e 2009, os irmãos lançaram dezessete álbuns, entre CDs e DVDs de carreira e compilações, contabilizando a venda de mais de 1 milhão de discos. Também neste período, Edson & Hudson passou a figurar como atração principal dos maiores eventos de música sertaneja e rodeios, como Barretos, Jaguariúna, Americana, Osasco, entre outros, batendo consecutivamente o recorde de público de cada festa, e lançou diversos hits, como Galera Coração, Foi Deus, É Amor Demais, Fala, Guarda-Roupa Vazio, Escândalo de Amor, entre muitas outras.             Em 2014 a dupla lança o CD “De Edson Para Hudson” pela gravadora Radar e em 2015 assinou contrato com a Universal Music Brasil, trazendo muitas novidades para o público, como o lançamento de um novo CD. A música “Nosso contrato”, lançada recentemente, é o grande sucesso da dupla. Foto: Edson e Hudson  
22
jun

UNIFIPA sedia lançamento de livro e debate sobre o futebol

            Na noite do dia 21 de junho, a UNIFIPA foi palco de debate entre destaques do futebol durante o lançamento do livro “Grandes Árbitros do Futebol Brasileiro”, autoria do catanduvense Daniel Destro.               O também catanduvense e jogador da Juventus da Itália, Alex Sandro, e o ex-árbitro Oscar Roberto Godoy, em bate papo com os participantes, discutiram sobre as novas tecnologias para a arbitragem e o desenvolvimento do futebol através de olhares técnicos. O público não perdeu a oportunidade de questionar sobre os bastidores de quando a bola está em campo.               O evento foi apresentado pelo radialista Marco Antonio Queiróz do Carmo e ao final houve sorteio de brindes e sessão de fotos e autógrafos com o autor Daniel Destro e convidados.  
22
jun

Aula aberta de crossfit

                O curso de Educação Física Bacharelado promoveu treinamento aberto de crossfit na quadra poliesportiva do Complexo Esportivo da UNIFIPA no dia 19 de junho. A aula foi ministrada pelo Prof. Me. Leonardo Marques, docente do curso, que contou com auxílio da egressa e aluna da Pós-Graduação em Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva da UNIFIPA Gabriela Gregório Marques. Leonardo é Coach Profissional e proprietário de Box de CROSSFIT, nome dado às academias que trabalham com a modalidade.             Segundo o Coordenador do curso, Prof. Ddo. Igor Augusto Braz, o objetivo do evento foi "incentivar a prática da modalidade pelos alunos, para que eles conheçam diferentes métodos de treinamento e utilizem esse conhecimento na atuação profissional, já que essa modalidade é a que mais tem ganhado adeptos nos últimos anos”.    
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ALBINO - UNIFIPA